O que é?

O que é o Bebras?

O "Bebras - Castor Informático" é uma iniciativa internacional destinada a promover a Informática (Ciência de Computadores) e o pensamento computacional. Foi desenhado para motivar alunos de todo o mundo e de todas as idades mesmo que não tenham experiência prévia.

Tem já uma longa história e foi iniciado em 2004 pela Prof. Valentina Dagienė, da Universidade de Vilnius, na Lituânia. O seu nome original vem dessa origem ("bebras" significa "castor" em lituano). A comunidade internacional adotou esse nome, porque os castores buscam a perfeição no seu dia-a-dia e são conhecidos por serem muito trabalhadores e inteligentes.

[saber mais sobre o Bebras ao nível internacional]

O que é o Pensamento Computacional?

O pensamento computacional é um conjunto de técnicas de resolução de problemas que envolve a maneira de expressar um problema e a sua solução de maneira a que um agente de informação (por exemplo um computador) a possa executar. É muito mais do que simplesmente saber programar e envolve vários níveis de abstração e as capacidades mentais que são necessárias para não só desenhar programas e aplicações, mas também saber explicar e interpretar um mundo como um sistema complexo de processos de informação.

A expressão "pensamento computacional" tornou-se conhecida em 2006 (ver artigo original em inglês) e pode ser vista como a nova literacia do século XXI. É algo transversal e do qual todos devem aprender um pouco.

O desafio do Bebras promove precisamente este tipo de habilidades e conceitos informáticos como a capacidade de partir um problema complexo em problemas mais simples, o desenho de algoritmos, o reconhecimento de padrões ou a capacidade de generalizar e abstrair.

[saber mais sobre pensamento computacional na Google]

[artigos sobre pensamento computacional (CMU)]

Para que idades está pensado o Bebras?

O Bebras tem várias escalões com problemas que se adequam a quase todas as idades e anos de escolaridade pré-universitários. Em Portugal, tal como no resto do mundo, vamos promover desafios para as seguintes faixas etárias:

  • Castores: 3º e 4º ano de escolaridade (1º ciclo)
  • Benjamins: 5º e 6º ano de escolaridade (2º ciclo)
  • Cadetes: 7º e 8º ano de escolaridade (3º ciclo)
  • Júniores: 9º (3º ciclo) e 10º ano de escolaridade (ensino secundário)
  • Séniores: 11º e 12º ano de escolaridade (ensino secundário)

Que experiência precisam de ter os alunos?

Não é necessária nenhuma experiência prévia e os problemas são desenhados para apelar a todos.

Como funciona um desafio do Bebras?

Num determinado tempo limite, os alunos tentam individualmente responder a um conjunto de pequenos mas estimulantes problemas pensadas pela comunidade internacional para a respectiva faixa etária. Os problemas começam por ser mais simples e gradualmente a dificuldade vai subindo, para que o desafio tenha algo para todos.

Para ter uma ideia dos problemas pode espreitar a nossa secção de exemplos de problemas. Pode também ver problemas de outros anos nos sites nacionais de cada país.

O tempo e o número de problemas pode variar, mas é usual algo como 45 minutos para 15 problemas, que será o que usaremos este ano em Portugal (ver mais sobre a edição 2020).

O que é preciso para participar?

Acima de tudo ter vontade de participar! Em 2020 iremos oferecer um regime misto e os desafios poderão ser feitos num computador (para recolher automaticamente as respostas) ou em papel.

Depois de termos um professor responsável na escola, nós disponibilizaremos o acesso a uma plataforma com os problemas e disponibilizaremos também antecipadamente um PDF com a prova que podem depois imprimir no caso de preferirem fazer a prova em papel.

Idealmente todos os estudantes de uma dada faixa etária na escola poderiam participar já que parte do objetivo é descobrir aptidões nesta área. Adoraríamos por isso que toda a sua escola participasse, mas se forem apenas algumas turmas, também teríamos todos o gosto em contar com vocês.

Quando é a prova este ano?

A segunda semana de Novembro é a "semana internacional do Bebras". Essa é por isso a data preferida e entre 9 a 13 de Novembro poderão optar pelo dia e horário mais conveniente, que até poderá ser diferente para cada turma.

Se a logística na sua escola for complicada, existe a hipótese de realizar a prova apenas na semana de 16 a 20 de Novembro, a semana de extensão.

E depois da prova?

Já depois da prova enviaremos a todos os resultados, diplomas de participação (PDFs) e ainda uma brochura completa com enunciados, soluções e um enquadramento para perceber como encaixa cada problema no pensamento computacional.

Estou convencido! Como faço para participar?

Basta que entrem em contacto com a organização para se registarem no "Bebras - Castor Informático" para fazerem parte desta "festa" de promoção da Informática.

Registar escola